terça-feira, 22 de setembro de 2015

30 anos do Terremoto de 1985

Me lembro que estávamos na casa dos meus avós em Ribeirão Preto, num dia onde mostraram no Jornal Nacional, imagino, imagens sobre o Terremoto de 1985. Me lembro que as imagens eram chocantes.

Sábado passado, 19 de setembro de 2015, as pessoas relembraram um dia de muita dor, e também solidariedade, de um povo que se uniu para reconstruir o que ficou debaixo de muita pedra.
O governo na época não ajudou muito. A união das pessoas foi o que ajudou a muitos. Pessoas "normais" como eu e você, se juntaram para resgatar pessoas nos escombros, a mover escombros, alimentar a quem ajudava, essa foi a grande diferença para esses dias após o terremoto. A gente percebe como as pessoas se comovem de falar desse dia. É impressionante.

Já perguntei a muita gente como foi que sentiram o sismo, onde estavam, o que estavam fazendo quando tudo aconteceu. As histórias são as mais variadas.
A maioria já saia em rumo a escola, colégio ou universidade. Alguns estavam dentro de ônibus escolar, ou em carro e comentam que sentiram apenas um movimento brusco. Outros ainda estavam em casa, acordando e tomaram um susto enorme.
O terremoto de 1985, foi de 8.1 na escala Richter, que equivale, em energia (de acordo com jornais e revistas, vídeos e textos que eu li aqui) a 1114 bombas atômicas de 20 kt cada.
O epicentro foi próximo ao litoral do estado de Michoacán (como se vê no mapa abaixo. Fonte: Wikipedia).


O que as pessoas comentam aqui é que esse terremoto teve movimentos trepidatórios (ou seja, de baixo pra cima) e oscilatórios (de um lado pro outro). Além de terem sido muito fortes, duraram 2 minutos.  É muito tempo!!!
O que não caiu com o tremor do dia 19, caiu com a réplica do dia seguinte, que foi de 7,5 graus.

Porque foi tão avassalador assim?

A Cidade do México foi construída no que antigamente era um lago. Esse lago foi seco artificialmente e o que tem por baixo dos edifícios, ruas e avenidas é muita terraplenagem. Quando há rochas, se sente menos as ondas oscilatórias. Aqui onde eu moro a gente sente quando a Terra treme. Já senti sismos de 5.5 pra cima.  E aqui é pura montanha.
Imagina onde o terreno já era de argila??? Balançou, e MUITO.

O vídeo abaixo é de 2011. Quando relembraram 26 anos do Terremoto.


Seguem imagens de como ficaram alguns lugares no dia e como estão hoje.






Dados da Revista Mexicanísimo coloca em números:

Entre 20.000 a 30.000 mortos. Dados oficiais reportam 8.000.
5.000 pessoas foram resgatadas com vida.
70.000 estruturas foram danificadas.
85.000 m2 de calçadas públicas foram danificadas.
Entre 150.000 a 200.000 pessoas ficaram sem seus empregos.
152 edifícios foram demolidos nos 6 meses posteriores.



Nenhum comentário:

Postar um comentário