segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Visita às Pirâmides de Teotihuacán II - Estado de México

Depois de 3 anos exatos, regressei a Teotihuacán com as crianças e uma nova amiga: Lorena. 
A Lorena veio a trabalho esses dias para a Cidade do México e nos conhecemos através do Blog. Ela encontrou o Blog buscando brasileiros no México e, depois de vários e-mails trocados, ela chegou aqui.
Não resisti, com tanta empatia entre nós, em levá-la para conhecer as Pirâmides e também fazer meus filhos aproveitarem um fim-de-semana diferente. Como eles adoram um museu, Teotihuacán é um dos museus a céu aberto mais lindo que eu já conheci na minha vida.
Teotihuacán, em nahuátl, quer dizer "Lugar onde os homens se tornam deuses", ou "Cidade dos deuses". Fica a 45km da Cidade do México, e eu, feliz da vida por chegar sem me perder. Um agradecimento especial aos criadores de Waze! hahahahaha
Aproveitei também que minha filha ia ter prova de Geografia na escola hoje, e ela está estudando muitos povos antigos do México. Ela ficou feliz de ler tudo o que as plaquinhas diziam por todo o lugar e depois, confirmou o que aprendeu, ao vivo e a cores, nas páginas do seu caderno.
Uma curiosidade interessante sobre as Pirâmides de Teotihuacán, é que, ao contrário do que muitos pensam e que aprendemos na escola, o povo que viveu nesse lugar, NÃO são astecas!
A origem ainda é desconhecida, mas de acordo com análises da Língua falada nesse lugar, eles podem ter origens de várias "tribos" que habitavam todo o Valle de México, entre eles, mazahuas, mixtecas, Otomies... 
Há muita relação com os de MONTE ALBÁN, em Oaxaca e os que habitaram TULA DE ALLENDE.

Enfim, mistérios e mistérios e muita coisa para buscar e aprender sobre esses lugares tão interessantes e cheios de História!


Templo de la Serpiente Emplumada ou Pirâmide de Quetzalcoátl




Meus aventureiros cruzando o "sobe e desce" de escadas pelas passagens de água.

Pirâmide do Sol
É o maior edifício de Teotihuacán e o segundo em toda Mesoamérica, fica atrás da Grande Pirâmide de Cholula, perto de Puebla. Ela tem altura de 63m e cada lado tem aproximadamente 225m, por isso a comparam com a Pirâmide de Keops (Egito). Dados: Wikipedia.



Calzada de los Muertos. 
É a rua principal que corta a cidade. Tem 2km de Norte a Sul e em toda a extensão se encontram os vários templos da cidade. Calzada, em espanhol, não tem nada a ver com a nossa "calçada". Calçada, aqui é "banqueta".  Curiosidade da Língua, nada mais.

Mural del Puma, um dos que se encontram na Calzada de los Muertos.


 Altar Central, chegando na Piramide da Lua.



E começa a escalada!

Vista da Calzada de los Muertos e Pirâmide do Sol do alto da Pirâmide da Lua. Foi a primeira vez que eu subi na da Lua. Acho que com os próximos amigos que venham nos visitar, eu vou subir num balão, pra ver tudo de cima! :)

Taís, não satisfeita em subir e descer a Pirâmide da Lua, se aventura para outra escalada. Assim de íngreme. Adivinhem quem reclamou de dor na panturrilha ontem a noite?


Palacio de Quetzalpapálotl.
Os detalhes nas pedras são incríveis. Esse lugar era residência da elite teotihuacana ou de algum sacerdote da época.




Regressando ao ponto de partida. Meus bagunceiros estão de parabéns. Nada de reclamação em todo o trajeto! 


Um pedacinho do sistema de drenagem em uma das casas.





2 comentários:

  1. Olá Marina tudo bem ? Esse lugar deve ser maravilhoso. Eu estou me programando para ir ao México no final do ano que vem. Gostaria de algumas dicas se possível amo viajar. Meu email ale.sandro.rdc@gmail.com
    Meu sonho é viver no México mesmo morando aqui no Brasil assisto programas mexicanos como Plan B, Telehit e outros foi assim e por muita musica mexicana que comecei a falar em espanhol sozinho. aguardo sua resposta. E desde de já te agradeço. Gracias.

    ResponderExcluir
  2. Só hj consegui ver o post! Delicia de passeio, de guia e de família! Ah, e tb quero passeio de balão..

    ResponderExcluir